Censo Imobiliário registra estabilidade no primeiro semestre de 2022

by ideale-jornal

Aconteceu durante a tarde do dia 05 de setembro a coletiva de imprensa do 39º Censo Imobiliário do Sinduscon. Nela, foram abordados os temas: Como está o mercado imobiliário capixaba? E o que os indicadores revelam sobre a venda de imóveis na Grande Vitória?

Segundo os dados divulgados na coletiva, estão sendo produzidas nos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana, cerca de 14.392 unidades, sendo 14.031 residenciais e 361 comerciais. No levantamento anterior, no segundo semestre de 2021, o total em produção era de 14.134 unidades.

Em número de empreendimentos, são 121 ao todo. Vitória e Vila Velha se encontram empatadas com 51 unidades residenciais.

Em função dos condomínios serem maiores no município Canela-Verde, geralmente com mais de uma torre, a diferença do número de unidades em produção entre os dois municípios é grande: Vila Velha: 6.897 e Vitória: 3.040.

O Censo mostra também em que fase as obras das unidades se encontram. Cerca de 4.432 unidades estão sendo construídas, o que representa 30,8% de unidades em acabamento. Hoje, o percentual de vendas das unidades nessa fase é de 77,5%.

São 3.619 unidades na fase de estrutura, o que representa 25,1% do total em construção, sendo que dessas, 77,1% já foram vendidas.

Na fase de fundação são 3.173 unidades e, na planta, são 3.168 unidades. Cada fase representa 22% das unidades em construção.

O percentual de vendas das unidades na fase de fundação é de 53,7% e das unidades na planta é de 44,2%. No total das 14.392 unidades em construção, 64,8% já foram vendidas.

Já nos lançamentos, Vila Velha se destacou no primeiro semestre desse ano, com total de 16 empreendimentos residenciais registrados no Censo.

O Censo que também indica a média mensal do IVV, índice de velocidade de vendas, também denominado VSO (venda sobre oferta) no primeiro semestre. Os imóveis econômicos (Casa Verde e Amarela) registraram um VSO de 6,4%.

Os imóveis residenciais em produção, no médio e alto padrão, apresentaram maior velocidade de venda, com VSO de 7,0%, com destaque para Vitória, com índice de quase 10% (9,8%), o que significa, grosso modo, que em 10 meses todas unidades disponíveis na capital seriam comercializadas, zerando o estoque, se não houvessem novos lançamentos.

Sobre a valorização dos imóveis, a pesquisa demonstra que o preço médio da unidade de 1 quarto em oferta no mercado primário parte de R$ 5.210 o metro quadrado.

Já as de 2 quartos têm preço médio partindo de R$ 4.445 o metro quadrado. As unidades de 3 quartos têm preço médio a partir de R$ 5.554 o metro quadrado e as de 4 quartos registraram preço médio a partir de R$ 13.256.

Mais notícias

Um novo conceito de informação, esse é o foco principal do Jornal Imobiliário e portal jornalimobiliario.com, jornalismo feito de forma diferente, segmentado e de relevância para o leitor.

Mídia Kit

Baixe nosso mídia kit e anuncie com a gente!

Entre em contato

@2022 – All Right Reserved. Dubai Propaganda.