Voucher para comprar casa própria em cidades com até 50 mil habitantes

by ideale-jornal

O Governo Federal prevê substituir o programa Minha Casa Minha Vida por um “Voucher”, espécie de vale que servirá como recursos para comprar, construir ou reformar a casa própria. O objetivo é alcançar municípios com até 50 mil habitantes e pessoas com renda mensal de até R$ 1,2 mil, dependendo da região. 

No Espírito Santo, 66 municípios estarão dentro do perfil exigido pelo programa, entre eles, João Neiva, Rio Bananal, Sooretama, Jaguaré e Conceição da Barra, no Norte do Estado.

Segundo o ministro de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, o novo modelo beneficiará quem vive em domicílios precários que estão localizados nos meios urbanos.
“Após definir quais serão os munícipios contemplados, o governo enviará técnicos para identificar o tipo de “voucher” que será utilizado no mercado imobiliário local”, destaca Canuto.

Essa medida fazia parte das modificações sugeridas pelo governo para o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) visando auxiliar os mais pobres a comprarem imóveis mais livremente. Porém, especialistas observam que caso esse recorte seja feito, a medida será restritiva, pois a classe beneficiada é apenas o da faixa 1 do Minha Casa Minha vida, ou seja, grupo que compreende famílias que recebem até R$ 1.800, por mês. 

“O foco deve ser discutido e ampliado para outras faixas, para não excluir potenciais compradores. Além disso, beneficiar o voucher apenas em cidades com até 50 mil habitantes também restringe. As grandes cidades é que precisam reformular suas moradias”, afirmou o presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES), Sandro Carlesso.

Para empresários da construção civil, essa medida reforça a decisão de não mais implementar no país o “aluguel social”, subsídio que tem o custo de um aluguel popular concedido às famílias que se encontram sem moradia. Nesse caso, a União é responsável com uma parte da locação do imóvel.
Segundo a assessoria de imprensa do Ministério do Desenvolvimento Regional, o voucher está em estudo, sem dar maiores detalhes. Em nota, a pasta reiterou que o programa MCMV será reformulado, que terá novo nome, novas diretrizes e faixas de renda distintas às que existem hoje.

Mais notícias

Um novo conceito de informação, esse é o foco principal do Jornal Imobiliário e portal jornalimobiliario.com, jornalismo feito de forma diferente, segmentado e de relevância para o leitor.

Mídia Kit

Baixe nosso mídia kit e anuncie com a gente!

Entre em contato

@2022 – All Right Reserved. Dubai Propaganda.